Abuso: Renan barra pedido de impeachment de Lewandowski 

Conforme o site JOTA, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), mesmo sendo parte interessada na ação, arquivou nesta quinta-feira o pedido de impeachment do presidente do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski, formalizado na terça-feira (06/09).

O pedido do Movimento Brasil Livre tinha como justificativa a acusação de que o presidente do STF teria praticado crime de responsabilidade ao ajudar Dilma e Renan a darem um golpe constitucional e acatar o Destaque de Votação em Separado (DVS) que permitiu o fatiamento da votação do processo de impeachment de Dilma Rousseff, em completo desrespeito à Constituição.

Mesmo devendo estar impedido para julgar o caso – pois, como já dito, ele é parte interessada, Renan alegou que a petição do MBL não deveria ser conhecida por ausência de justa causa e determinou seu arquivamento imediato.

Anúncios

4 comentários sobre “Abuso: Renan barra pedido de impeachment de Lewandowski 

  1. Qualquer medida contrária ao fatiamento do impeachment de Dilma Rousseff, no Senado ou no STF, implicaria em crime de responsabilidade à turma do “acordão”, especialmente de Renan Calheiros e do Ministro do STF, Ricardo Lewandowsk.

Deixe uma resposta