PT indicou chefes dos fundos Previ e Petros

O Conselho Deliberativo da Petros, o fundo de pensão para funcionários da Petrobrás, vinha há anos propondo uma mudança na escolha da gestão. A proposta era a de que os próprios funcionários elegessem o gestor em votação interna, assim evitando as indicações políticas. Essa proposta nunca avançou, foi barrada por líderes petistas ligados a CUT.

Após a saída de Dilma, já no mês de agosto, assumiu o comando do fundo Walter Mendes Júnior, que já teve passagem pelo Itaú e por fundos estrangeiros. Ele é visto pelo mercado financeiro como um bom executivo de perfil técnico, sem relações políticas. Mendes foi indicado por Pedro Parente, atual presidente da Petrobrás.

Já a Previ teve nos últimos anos em seu comando quatro presidentes: Sérgio Rosa, Ricardo Flores, Dan Conrado e Gueitiro Genso. Ex-sindicalista e diretamente ligado ao PT, Rosa presidiu o maior fundo de pensão do País por dois mandatos, desde o início do governo Lula, em 2003, até 2010.

Anúncios

Um comentário sobre “PT indicou chefes dos fundos Previ e Petros

Deixe uma resposta