Janaína alerta: “este é apenas o começo” da batalha 

A respeito do processo de impeachment de Dilma Rousseff, do qual foi co-autora, e sobre a esdrúxula proposta de ‘novas eleições’, a doutora Janaína Paschoal postou em seu Twitter alguns comentários, que compilados em um só parágrafo ficam assim:

“Plebiscitos, referendos, consultas populares ‘repentinas’ constituíram os instrumentos preferidos da ditadura venezuelana. O impeachment é um remédio expressamente previsto na Constituição Federal. Essas tais eleições não têm previsão constitucional. É natural que os petistas questionem o impeachment e peçam eleições inconstitucionais. Eles votaram contra a CF de 88! Pelo bem do Brasil e da América Latina, estejam alertas! O impeachment não foi o fim do processo; foi o início! Haverá muitas dificuldades!”

Anúncios

6 comentários sobre “Janaína alerta: “este é apenas o começo” da batalha 

  1. O impeachment foi de força, LEGAL portanto não tem como o PT e seus partidário questionar sei também que temos muito que fazer para moralizar nossas instituições, para termos um País mais compromisso com a verdade é transparência. Abrahão

  2. Os golpistas sempre distorce as coisas dis quê laranja não é laranja abacaxi não é abacaxi, a verdade isso que está acontecendo é um Pipino sem tamho niguem imagina o tamanho, niguem imagina a situação que estamos o comércio parou não estamos vendendo nada, o comércio deixando as portas, e os políticos do brigam não se enteresam pelo povo, e prá piorar a polícia está contra o povo , em são Paulo eles envés de organizar os protestos ficam criando problemas é difícil, os cá deram o golpe e querem que agente engula, parem de confusão pra gente trabalhar.

  3. Esses senadores querendo contraditar o contraditório. São elementos desqualificados politicamente e estão a serviço da baderna que querem implantar em nosso País. Estou sentindo que só vamos resolver essa baderna PTISTA quando as forças armadas colocarem ordem na casa. Está faltando só isso. MADEIRA NO LOMBO DESSES DESORDEIROS DA PÁTRIA.

Deixe uma resposta