Vice em MG diz: “PT vai querer que o Brasil não dê certo”

Como diz o Congresso em Foco, o rompimento da aliança do PMDB com o totalitarismo do PT, em nível federal, criou uma calça justa em Minas Gerais.

Atualmente, o governador Fernando Pimentel corre risco de perder o mandato por várias ilegalidades na campanha.

Seu vice é Antônio Andrade, do PMDB. E mesmo compondo o governo de um petista, ele articulou votos pela admissibilidade do pedido de impeachment da golpista Dilma na Câmara, bem como esteve no Senado na semana passada para garantir a perda do mandato da ex-chefe do Executivo.

O mais relevante é vê-lo dizer: “O PT vai querer que o Brasil não dê certo, e nós não”. Ainda assim, o PMDB já recusou pelo menos dois pedidos de impeachment do governador Pimentel. Mas nada garante o futuro.

 

Anúncios

2 comentários sobre “Vice em MG diz: “PT vai querer que o Brasil não dê certo”

  1. É só o governo Temer baixar as calças, a inflação já está baixa, o consumo está morto por conta de uma falta de crédito nos bancos, e pelo fato de queyo banco central não injeta pacotes de estímulos. O PMDB fica brincando, e se Lula voltar ele vai fazer isso, pq o PT historicamente é expert em turbinar a economia injetando dinheiro emitido pelo banco central acima do PIB. Isso funciona em época de inflação baixa. O país está naquele ciclo fraco do final da era tucana, o Brasil só precisa de pacotes de estímulos pra sair dessa crise. Só isso é a coisa volta a dar certo, com ou sem a vontade do PT.

Deixe uma resposta