Em ação eficiente, polícia prendeu 16 vândalos antes de os atos pró-Dilma começarem

No último domingo, dia 4, milícias ligadas ao PT organizaram atos pró-Dilma em várias cidades do país. Apesar de os organizadores terem inflado os números, o total de participantes foi muito inferior aos movimentos que pediam o impeachment da petista. Mesmo assim, foi o que bastou para propagar o caos e o medo pela capital paulista.

A polícia, no entanto, se antecipou, e pelo menos 16 criminosos foram presos antes mesmos de os atos pró-Dilma começarem. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, o DEIC deteve 16 pessoas por associação criminosa e corrupção de menores.

Os detidos carregavam máscaras, pedras, um celular roubado e diversos objetos utilizados em atos de vandalismo. O grupo estava reunido na região de Pinheiros, na zona oeste, quando foi flagrado pela Polícia Militar.

“Segundo a SSP, policiais militares encontraram parte dos envolvidos em uma estação do metrô. O grupo contou que estava a caminho de um protesto na Avenida Paulista. Com os integrantes, foram encontrados uma barra de ferro, câmeras, celulares, toucas, lenços, máscaras e diversos frascos contendo líquidos. Os objetos foram enviados à perícia para análise da substância”, diz O Globo.

Além dos 16 criminosos, outros 10 jovens menores de idade foram detidos e responderão por ato infracional referente a associação criminosa.

Anúncios

2 comentários sobre “Em ação eficiente, polícia prendeu 16 vândalos antes de os atos pró-Dilma começarem

Deixe uma resposta