Atos de milícias pró-Dilma entram na pauta da disputa eleitoral em Porto Alegre

O deputado estadual Marcel Van Hatten, do PP, denuncia, em seu Facebook: “Luciana Genro, do PSOL, e Raul Pont, do PT, são cúmplices ao se calarem sobre o vandalismo em Porto Alegre”.

Hatten prossegue: “Marchezan faz o certo: condena o vandalismo dos mais bandidos dentre os que gritam #ForaTemer em Porto Alegre. E como ele não diz claramente os nomes dos seus concorrentes que apoiam esta baderna ao fazerem silêncio, eu os nomeio aqui: Luciana Genro, do PSOL e Raul Pont, do PT. Desses dois, nem uma única palavra lamentando a depredação feita por verdadeiros marginais da política. Pelo contrário: ainda tornaram públicos ataques seus contra a polícia que, além de ter que lidar com bandidos nesta crise de segurança pública, ainda precisa se preocupar com a violenta militância que tem apoio de Luciana Genro e Raul Pont.”

A conclusão do deputado é esta: “Se tratam com complacência e até apoiam bandidos fantasiados de manifestantes políticos agora, durante a campanha, imagina só como os tratariam se eleitos fossem. Porto Alegre não merece isso, de jeito nenhum.”

Abaixo podemos assistir um vídeo da campanha de Nelson Marquezan Jr. – candidato a prefeito da cidade, pelo PSDB – criticando duramente a violência das manifestações pró-Dilma:

 

Anúncios

Um comentário sobre “Atos de milícias pró-Dilma entram na pauta da disputa eleitoral em Porto Alegre

  1. O Sr.Marcel Van Hatten, faz uma denúncia, cita nomes de duas pessoas suspeitas de mandar ou no minimo, conhecem quem mandou, o vandalismo do PT, porém a denuncia é feita a PESSOA errada. Denunciou em Facebook. Porque não denuncia ao Ministério Público, Polícia Federal, Estadual, Ministério da Justiça, para que alguém tome providências contra os CHEFÕES do PT?

Deixe uma resposta