Oito milicianos são presos em atos criminosos pró-PT em São Paulo

Como diz a Jovem Pan, pelo menos oito milicianos foram presos após ato iniciado no Largo da Batata, zona oeste da capital paulista, que se dispersou e chegou até a Marginal Pinheiros, via que chegou a ser bloqueada.

Os detidos foram levadas para o 14º Distrito Policial, de Pinheiros. Os criminosos foram fichados por dano ao patrimônio público. Esse foi o quinto protesto seguido a favor do projeto totalitário do PT em São Paulo. O número de participantes do ato não foi divulgado nem pela polícia nem pelos organizadores dos atos.

Os milicianos se reuniram desde as 18h no Largo da Batata. Por volta das 20h, eles invadiram a Avenida Faria Lima, no sentido Vila Olímpia, e pretendiam seguir até a Praça Benedito Calixto, mas foram impedidos por um cordão da PM, porque o trajeto não havia sido informado formalmente de maneira prévia. Já os milicianos partiram para a comédia e disseram ter “avisado” pelas redes sociais.

Após cerca de meia hora de negociação entre milicianos e capitães da polícia militar, os manifestantes resolveram seguir interditando as vias para prejudicar a vida dos cidadãos. Sacos de lixo foram espalhados pela via. Em seguida, os bandidos atearam fogo no lixo no meio da rua e chegaram a quebrar a vidraça de três concessionárias. Pontos de ônibus também foram depredados. Até as 22h30, o policiamento na região do Largo da Batata era ostensivo, no entanto, o ato criminoso havia terminado.

Anúncios

3 comentários sobre “Oito milicianos são presos em atos criminosos pró-PT em São Paulo

Deixe uma resposta