Juiz petista libera criminoso com “protesto” por Dilma Rousseff

O juiz Carlos Alberto Simões de Tomaz, da 17ª Vara Federal de Minas Gerais, emitiu no último sábado uma sentença de soltura para um homem que foi preso por traficar cigarros ilegais. Na sentença, mostrando falta de profissionalismo e completa parcialidade política, o juiz jogou na lata de lixo todos os seus diplomas e resolveu manchar a reputação dos magistrados brasileiros.

No despacho, foi escrito que “efetivamente, o custodiado está a ganhar seu pão, enquanto os bandidos deste país, que deveriam estar presos, estão soltos dando golpe na democracia”, referindo-se ao processo de impeachment de Dilma Rousseff, que teve o aval da Suprema Corte do país.

14205961_711758192315662_111543119053289230_o

A decisão do juiz, que sequer possui embasamento jurídico para expedir a soltura do prisioneiro, gerou polêmica principalmente por apoiar a narrativa golpista do PT em um documento que deveria ser sério e recheado com informações juridicamente relevantes, não com suas opiniões pessoais.

É possível que a Associação dos Juízes do Brasil o suspenda por isso.

Anúncios

2 comentários sobre “Juiz petista libera criminoso com “protesto” por Dilma Rousseff

  1. Nada contra os Delegados de Polícia, mas, parece até um daqueles relatórios chutados das autoridade policiais, que com o acúmulo de serviços burocráticos, investigações, solicitações de prisões, flagrantes, assinam quase tudo que lhes põe a mesa. Para um Juiz, uma vergonha inconcebível!!!

Deixe uma resposta