Até Kennedy reconhece que golpe de Dilma pode ajudar Cunha a escapar de cassação

Quando até mesmo jornalistas petistas, como Kennedy Alencar, reconhecem que o golpe dado por Dilma, Renan e Lewandowski devem ajudar a Eduardo Cunha, é sinal de que as evidências já são irrefutáveis.

Kennedy afirma: “Há possibilidade de a anistia dada a Dilma Rousseff pelo Senado ser usada para ajudar o ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ) a obter uma pena menor do que a perda do mandato de deputado federal.”

“O governo Temer e aliados de Cunha gostariam de encontrar uma solução que acalmasse o ex-presidente da Câmara e evitasse uma eventual retaliação dele, como uma tentativa de negociar delação premiada”, ele prossegue.

Para finalizar, o jornalista petista diz: “Como pegaria muito mal não punir Cunha, há os que defendem cassá-lo e permitir que ele possa disputar eleições e até aqueles que pregam uma pena menor do que a perda do mandato. Cunha está fraco, mas ainda assusta muita gente.”

Ficará na história que quem ajudou Cunha a se reerguer foi Dilma Rousseff.

Anúncios

Deixe uma resposta