PT tentará atrasar votação para prejudicar viagem de Temer à China

Apesar de a batalha contra o impeachment estar completamente perdida para os petistas, isso não quer dizer que eles pensem em jogar a toalha completamente. Sim, é fato que não poderão reverter votos suficientes, mas ainda pretendem incomodar.

A defesa de Dilma Rousseff prepara para hoje um golpe contra o processo final de impeachment, tentando atrasar a votação para impedir que Temer embarque para a China como presidente empossado – ou pelo menos atrasar isso.

O plano consiste em dividir a votação em duas partes, sendo a primeira para aprovar ou não o impeachment e a outra para aprovar ou não as punições mais severas, como tornar Dilma inelegível por até oito anos ou não. Mesmo sendo provável que as duas votações passem sem muito esforço, certamente isso atrasará o processo em pelo menos algumas horas.

Anúncios

Deixe uma resposta