Líder do movimento VIRALIVRE ridiculariza filósofa do PT

Nesta terça-feira (30), a FFLCH (USP) foi utlizada como palco da extrema-esquerda para um ato onde propagaram a narrativa de que “há um golpe”. O evento foi promovido no auditório de História, praticamente um ninho da extrema-esquerda brasileira.

O que a extrema-esquerda não esperava é que o local seria alvo de uma participação inteligente e bem humorada do líder do movimento VIRALIVRE, Felipe Lintz.

De forma corajosa e acompanhado de um amigo, Felipe se posicionou ao lado da “filósofa” Marilena Chauí, hoje considerada um dos símbolos da extrema-esquerda uspiana. Daí Felipe ergueu um cartaz dizendo “Chauí, socializa seus R$ 23 mil reais por mês com a galera”. Ele aventava ao alto salário recebido pela “filósofa” em uma universidade pública.

Foi o suficiente para que Felipe sofresse tentativa de agressão física após sair do auditório. Ele teve que se esconder dentro do porão de uma lanchonete, só conseguindo sair do local com a presença da polícia.

Avisamos aos leitores que está tudo bem com ele. Os milicianos não conseguiram executar a agressão.

Anúncios

3 comentários sobre “Líder do movimento VIRALIVRE ridiculariza filósofa do PT

Deixe uma resposta