Alunos do Mackenzie são violentamente atacados pela esquerda golpista

Após a dispersão dos atos criminosos nas ruas de São Paulo, organizados por milícias ligadas ao PT, black blocs fugiram da polícia e passaram pela Universidade Mackenzie. Ao passarem no local, agrediram física e verbalmente alunos do local.

Além de trocarem insultos, chamando-os de “coxinhas”, os baderneiros partiram para a violência e deixaram alguns estudantes feridos. O estudante de direito Eduardo Magnoni, de 19 anos, que gravava pelo celular a passagem dos mascarados pela Rua Maria Antônia, levou uma pedrada no rosto e teve que ir ao hospital.

A vítima passa bem.

Anúncios

11 comentários sobre “Alunos do Mackenzie são violentamente atacados pela esquerda golpista

    1. Você acha que a PM dispersou os manifestantes com flores, por acaso?

      Agora vá atrás do vídeo que o estudante tava gravando para averiguar se a agressão foi totalmente gratuita.

  1. Esses malditos esquerdistas tem que ser punidos. Então fica assim ? Porque os bombeiros não jogam água neles igual fazem com a torcida uniformizada ?

  2. Está é a prova de que esses baderneiros na verdade são massa de manobra. Quem viveu os anos 70 em universidade sabe da divergência que havia entre estudantes da USP ( Faculdade de Ciências políticas e Sociais) e o Mackenzie, havia muita violência e confrontos a pretexto de um discurso idiota entre esquerda e direita. Essa esquerda mequetrefe de hoje insiste em reeditar esse cenário pregando as mesmas e velhas palavras de ordem na boca desses militontos como se a realidade fosse a mesma. Hoje não há ideologia , há bandidos com o poder nas mãos, manipulando pessoas ignorantes em todos os sentidos. A situação é mais grave do que supomos.

  3. esses vagabundos desordeiros devem ser presos e condenados a trabalhos forçados. Sabemos que são mau-caráter treinados pela infame petralha comunista. Aguardem ! Devagar eliminaremos esses bandidos !

Deixe uma resposta