Joaquim Levy, em 2015, desmentiu a narrativa de Dilma no Senado

Joaquim Levy, em junho de 2015, sobre a situação das contas públicas:

“Chegamos em 2009 com dinheiro em caixa, o que permitiu adoção de políticas anticíclicas, mas a política anticíclica alguma hora acaba. A partir de 2011, demoramos a perceber que a maré estava começando a descer.”

Levy foi nomeado Ministro da Fazenda logo no começo do segundo mandato de Dilma, e foi apontado como “uma ilha de competência num mar de mediocridade” por Armínio Fraga – que, até onde se sabe, não costuma lançar elogios só para fazer média. Ele saiu queimado do governo por Nelson Barbosa, que tentou defender o indefensável no sábado.

Anúncios

Um comentário sobre “Joaquim Levy, em 2015, desmentiu a narrativa de Dilma no Senado

Deixe uma resposta