Dilma fala em tortura e ditadura militar, mas chora na hora em que fala sobre a Copa

Mostrando que seu choro era algo meramente ensaiado, a presidente afastada resolveu chorar em momento inoportuno.

Curiosamente, Dilma não chorou ao falar da suposta tortura que sofreu, nem sobre os julgamentos que enfrentou no passado. Em vez disso, chorou quando começou a falar sobre os Jogos Olímpicos e a Copa do Mundo.

Isso não faz muito sentido.

Anúncios

Um comentário sobre “Dilma fala em tortura e ditadura militar, mas chora na hora em que fala sobre a Copa

Deixe uma resposta