Se for agredida, Janaína não baterá boca com Dilma, mas garante: “Não me calo”

Alguns parlamentares republicanos ainda estão caindo nas artimanhas bolivarianas. Por isso, sem razão para tal, costumam achar que a advogada Janaína Paschoal possui temperamento explosivo, quando na verdade ela reage no tom adequado às ofensas e xingamentos petistas. Talvez os senadores republicanos sejam passivos demais diante dos ataques.

Em razão deste jogo psicológico, alguns senadores sugestionáveis chegaram a ficar apreensivos, questionando se não seria melhor que Janaíne aceitasse calada as ofensas que Dilma Rousseff lançará sobre ela e os demais senadores no dia 29.

Janaína, porém, diz que não vai se calar: “Podem olhar, durante o processo eu não faltei com respeito com ninguém. Eu sempre refutei argumentos, eu nunca ofendi ninguém, nunca acusei ninguém de nada. Só que eu não posso me calar diante de mentiras, de argumentos que são distorcidos”, lembrou Janaína.

“Nunca desrespeitei ninguém e não desrespeitarei a presidente, primeiro porque ela é um ser humano, segundo porque ela é a presidente da República, e ainda que ao final o processo venha a ser julgado procedente, ela será a ex-presidente da República e merece todo o respeito”, acrescentou.

Anúncios

3 comentários sobre “Se for agredida, Janaína não baterá boca com Dilma, mas garante: “Não me calo”

  1. O gagaga, insolente, mentiroso, covarde dos defensores da corrupção, não podem calar os brasileiros que não suportam mais tamanho descalabro em que jogaram o Brasil. Deviam colocar seus rabichos entre as pernas, e aceitar que não queremos mais sermos roubados.!!!

Deixe uma resposta