Lewandowski barra depoimento em vídeo do jurista Hélio Bicudo no julgamento de Dilma

Enfrentando problemas de saúde, o jurista Hélio Bicudo não pode viajar até Brasília para participar do julgamento da presidente afastada Dilma Rousseff. Um dos primeiros filiados ao PT e autor do pedido de impeachment de Dilma junto com a advogada Janaina Paschoal, Hélio não poderá sequer ter seu depoimento exibido no plenário do Senado. Ele chegou a gravar um depoimento em vídeo, mas a exibição em plenário foi barrada pelo presidente do Supremo Tribunal Federal Ricardo Lewandowski, que presidirá as sessões de julgamento.

“Nós estamos baseados na lei e nos bons costumes buscando tirar uma presidente eleita pelo povo, mas que nem por isso deixa de ser ré em um procedimento contra as atitudes que ela tomou durante o tempo que governou o país.”, afirma Hélio no vídeo.

O vídeo barrado por Lewandowski pode ser visto aqui, na íntegra.

Caso não consiga visualizar o vídeo, clique aqui.

Anúncios

Deixe uma resposta