Veja refuta narrativa de Janot: Toffoli seria delatado

A revista Veja se pronunciou contra as atitudes muito suspeitas do Procurador Geral da República, Rodrigo Janot, que decidiu suspender a delação de Léo Pinheiro, supostamente por que teria ocorrido um vazamento à Veja. O detalhe é que Janot não apresentou as provas de que Pinheiro teria feito o vazamento. Na verdade, qualquer um poderia ter feito o vazamento, incluindo o próprio Janot. Logo, sem a comprovação de que Pinheiro fez o vazamento, não haveria sentido em cancelar uma delação, prejudicando o delator.

A revista Veja disse que Janot tentou enganar a opinião pública: “Dizer que o anexo não ‘ingressou’ no Ministério Público é o truque para negar a existência do anexo sobre Dias Toffoli. Ele existe, sim, e seus termos estão – ou estavam, até agora – sob negociação“.

Aqui Janot já estaria refutado, especialmente por ter dito que não existia o anexo sobre Dias Toffoli, mas a revista diz o contrário: “Os repórteres de VEJA viram e leram o anexo. E apuraram que os termos do anexo estavam em discussão na proposta de delação de Léo Pinheiro. Por isso, VEJA mantém tudo o que foi publicado na edição que está nas bancas”.

Até o momento Janot não apresentou as provas de que Pinheiro fez o vazamento.

Anúncios

8 comentários sobre “Veja refuta narrativa de Janot: Toffoli seria delatado

  1. O Senhor Procurador Geral da República, Rodrigo Janot, não surpreende com as suas estratégias e justificativas que absolutamente não convencem. No caso em foco, a Revista Veja merece credibilidade bem como seus repórteres que, ao contrário que dizem aqueles que tem medo da verdade publicada pela Imprensa, nem um interesse subliminar tem em falsear a verdade dos fatos, pelo menos até agora ninguém apresentou nenhum motivo plausível para desacreditar as noticias veiculas sobre a delação que implica o Ministro do STF Dias Toffoli. Precisamos nunca esquecer que graças a um imprensa livre se mantém a democracia e salva-se a nação das mãos dos criminosos travestidos de autoridades da República.

  2. Até o Janot, o Brasil pensou que podia confiar nele e ele nos apronta essa, será que ainda não entenderam que o Brasil mudou, aquele Brasil que aceitava qualquer coisa já era, agora queremos tudo as claras, se não recuar dessa decisão os Brasileiros terão que pedir a cabeça dele.

  3. TEMOS QUE PASSAR A LIMPO TODA A PODRIDÃO DESTE GOVERNO SEM PROTEÇÃO QUAL AUTORIDADE,
    INDEPENDENTE DE PARTIDO E POSIÇÃO
    BASTA DE TANTA ROBALHEIRA E CORRUPÇÃO.
    TEMOS QUE ACABAR COM FORO PREVILEGIADO.
    LADRÃO POLITICO TEM QUE SER TRATADO COMO QUALQUER LADRÃO DE GALINHA.
    NADA DE PRISÃO DOMICILIAR COM AR CONDICIONADO UTILIZANDO O DINHEIRO ROUBADO.

  4. Por que será que o Sr. Rodrigo Janot não diz logo de que lado está? Se do lado da democracia ou da ditadura comunista?
    Pode ser que ele esteja esperando que alguém lhe tire a máscara de vez.

Deixe uma resposta