Candidato a vereador, blogueiro petista quer fazer perseguição política a Holiday

Eduardo Guimarães, blogueiro petista e candidato a vereador, escreveu um artigo para o Blog da Cidadania no qual ataca o ativista Fernando Holiday, que também é candidato a vereador em São Paulo pelo DEM, além de ser membro do Movimento Brasil Livre.

Holiday protestou contra a homenagem prestada a Fidel Castro na Câmara de Vereadores de São Paulo, na última sexta-feira, e chegou a ser detido pela Guarda Civil Metropolitana, órgão controlado pela prefeitura de Haddad (PT). O responsável pela homenagem ao ditador e genocida cubano foi o vereador Jamil Murad, do PCdoB.

Guimarães, além de comemorar a detenção de Holiday, faz ataques a ele por ser filiado a um partido político, como se ele próprio não fosse. Ele também acusa Holiday falsamente de ter promovido um “ato de campanha”, quando na realidade o democrata não tinha nenhum controle sobre o fato de fazerem uma homenagem a um ditador – a iniciativa partiu, justamente, de um aliado político do próprio blogueiro.

Pelo fato de Fernando Holiday ter postado o ato nas redes sociais, Eduardo Guimarães escreveu: “Diante disso, a minha campanha já estuda representar ao Ministério Público Eleitoral contra esse cidadão.” A ideia é, claramente, censurar o oponente político e impedi-lo de concorrer ao cargo.

Em outro trecho, Guimarães mente descaradamente, dizendo que: “A direita tem muita gente que não presta, mas o que vimos nesse vídeo supera tudo que conhecemos, pois mostra a direita partindo para a agressão física.” No entanto, Holiday não agrediu ninguém, apenas se limitou a arrancar o cartaz e falar no microfone.

É curioso lembrar que, ao contrário do que insinua o blogueiro, são os petistas os mais acostumados a agressão física, como o candidato a prefeitura de Curitiba, deputado estadual Tadeu Veneri, do PT, que agrediu fisicamente uma mulher em plena Assembleia Legislativa do Paraná há alguns meses.

Outro fato curioso é que o artigo de Guimarães, apesar de sugerir que o ato de Holiday foi apenas para chamar atenção, é ele próprio uma peça de propaganda política. A todo momento o blogueiro reitera que é candidato e que se for eleito irá “lutar contra esses atos”, esquecendo que a mesma GCM que deteve Holiday foi usada por Haddad (também do PT) para retirar cobertores de moradores de rua há poucos meses, sendo que o próprio Fernando Holiday se juntou a outros ativistas para doar cobertores novos aos mendigos que estavam, literalmente, morrendo de frio.

 

Anúncios

3 comentários sobre “Candidato a vereador, blogueiro petista quer fazer perseguição política a Holiday

  1. Onde está os direitos humanos? Ondr está o MP, para defeder o cidadão taxado como negrinho? Onde está a Justiça? Onde está àqueles que dizem ser contra o racismo e vem um Ninguém, porque segundo a palavra de Deus um cara destes é considerado pobre, cego e nuou seja menos doque aquele chamado por esse cidadão de negrinho.

Deixe uma resposta