Boulos ameaça com ações terroristas durante sessão do impeachment

Tal como aponta a Jovem Pan, o MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto) e movimentos de extrema-esquerda planejam bloquear “grandes rodovias e avenidas” de São Paulo na próxima terça­feira (30), durante a etapa final do processo de impeachment contra a presidente afastada Dilma Rousseff.

Segundo o organizador da baderna, Guilherme Boulos, coordenador dos atos de agressão, a expectativa é de que 10 mil pessoas participem dos “travamentos e bloqueios de grandes rodovias e avenidas” da capital paulista. Como de costume, os números estão inflados.

Em tom contínuo de ameaça, o líder da facção diz que manifestações “mais contundentes” devem ocorrer em outras capitais. Segundo ele, se o impeachment acontecer, “se abrirá um período longo de instabilidade [no país].”

O fechamento de vias, praticado de propósito para prejudicar a vida dos cidadãos que buscam voltar do trabalho para casa (estando geralmente cansados) é uma tática de terrorismo e plenamente ilegal.

Anúncios

3 comentários sobre “Boulos ameaça com ações terroristas durante sessão do impeachment

  1. Quer dizer que Elea vao criar periodo de instabilidade… dsixa eu dar uma noticia pra ele.. . O pt ja tem feito.. Isso nos ultimos 13 anos.. . O que ele pode fazer de pior do que o pais falido… com criminalidade alta.. Saude sucateada.. Kkkkk.. . Esse indivíduo vive em marte.

  2. Se não me engano, a própria Dilma proibiu fechamento de Ruas em atos Públicos, tonando Crime, Se eu estiver certo, solicito que o Ministério da Justiça, mobilize todo policiamento possível para impedir,  porque se Deus quiser a Dilma não será mais ninguém no govern, no mdia 30o

Deixe uma resposta