“Só acabará a luta com Lula e Dilma presos”, afirma Marco Antônio Villa

Em programa da Jovem Pan, o historiador e jornalista Marco Antônio Villa criticou o rito do impeachment proposto pelo Supremo Tribunal Federal, que confere a presidente afastada Dilma Rousseff um prazo muito maior de defesa do que aquele concedido ao ex-presidente Fernando Collor de Melo.

Villa lembra que cinco dias para a realização do julgamento final será uma palhaçada, consequência direta da falta de uma lei especifica do impeachment adequada para a Constituição de 1988. O historiador é notório crítico do PT e da atual formação do STF. Em outras ocasiões ele já havia criticado o calendário do rito, que é errado não só por conta dessas idiossincrasias no rito como também pelo fato de que o afastamento não é suficiente para que a justiça seja feita. Segundo Villa, para isso é necessário que ela e o ex-presidente Lula sejam processados criminalmente e presos.

O vídeo pode ser visto aqui:

Anúncios

4 comentários sobre ““Só acabará a luta com Lula e Dilma presos”, afirma Marco Antônio Villa

  1. CONDORDO…..MAS NÃO SEI ATÉ HOJE, PORQUE AINDA O LULA NÃO ESTA NA CADEIA……..O QUE FALTA???? POR ISSO AS VEZES INVOCO AS FFAA….PARA INTERVIR……PORQUE ACHO QUE, DO GEITO QUE AS COISAS VÃO NESSE PAIS DE AUTORIDADES MEDROSAS(menos Moro) O LULA NEM DILMA NUNCA SERÃO PRESOS…..

  2. Assisto o Villa todas as segundas na TV Cultura, aprendo muito com os comentários que ele faz como um grande saber da história desse nosso País, tão sofrido, tão assaltado….Será que o Lewandoviski e toda a cúpula do Lula vai continuar fazendo o que bem entende e ninguém acabar com os desmandos deles???????

Deixe uma resposta