PT tenta eleger 980 vice-prefeitos em 2016 e entra em novo colapso de narrativas

O PT está se complicando por algo que podemos definir como um colapso de narrativas. Significa que eles dizem algo em um dia para contradizê-lo no dia seguinte. Em alguns casos eles entram em contradição em questão de horas e até minutos.

Por exemplo, o partido emitiu a narrativa de que vice-prefeitos não podem ser consideradas pessoas que possuem votos, contrariando a legislação eleitoral, que define que o voto é para a chapa, e não apenas para o candidato principal.

A narrativa foi criada pelo PT para fingir que Temer “não teve votos”, quando na verdade teve todos os mesmos votos que Dilma. De qualquer forma, agora se sabe que o partido está tentando eleger 980 vice-prefeitos. Mesmo sendo um número 43% menor do que os 1.710 de 2012, o importante é notar que se o partido fantasiou uma regra eleitoral em que os “vices” não valem, como estariam buscando eleger quase 1000 vice-prefeitos?

A continuar por esse caminho, o PT deve ser diagnosticado como um partido esquizofrênico.

Anúncios

2 comentários sobre “PT tenta eleger 980 vice-prefeitos em 2016 e entra em novo colapso de narrativas

  1. Se vice não tem voto o PT não deveria ter candidatos para esse cargo né! Mas como o partido nunca jogou limpo e sabe q pra Prefeito tá difícil eleger alguém, vamos de vice mesmo né, quem sabe o Prefeito morre ou tiramos o mesmo namarra.

Deixe uma resposta