PT perde quase metade de seus candidatos

Os últimos anos e, em especial, os últimos meses, têm sido complicados para o PT. O partido que por muito tempo chegou a ser a segunda ou terceira maior potência política do país, neste ano, mostrou uma fraqueza incomparável. Obviamente tudo isso tem relação com a Operação Lava-Jato, que desmontou um esquema bilionário de desvios de recursos em estatais, sobretudo na Petrobrás.

Para as eleições municipais deste ano o número de candidatos petistas encolheu quase 50% em relação a 2012. Para começar, são 23.599 candidatos ao todo, somando prefeitos, vice-prefeitos e vereadores, sendo que em 2012 foram mais de 40 mil. Também a quantidade de cidades em que o PT é cabeça de chapa reduziu drasticamente, caindo de 1901 em 2012 para apenas 992 este ano.

O pior, contudo, é que mesmo tendo reduzido e muito o número de candidatos uma boa parte dos que restaram não estão em situação boa para se eleger. Em São Paulo, o petista Fernando Haddad (atual prefeito) aparece com rejeição recorde em todas as pesquisas. Em Joinville, Santa Catarina, Carlito Merss tenta retornar a prefeitura, sendo que em 2012 quando ainda era prefeito ficou em terceiro lugar e, em 2014, nem conseguiu se eleger deputado federal, cargo que já havia ocupado por anos.

 

Anúncios

4 comentários sobre “PT perde quase metade de seus candidatos

Deixe uma resposta