Desvios de verbas podem ter financiado invasões do MST

De acordo com o jornalista Cláudio Humberto, do Diário do Poder, países como Noruega e Alemanha podem ter financiado invasões do movimento criminoso MST através do Fundo Amazônia. A informação surgiu da CPI da Funai/Incra, responsável por apurar o papel de ONGs na violência no campo.

Só a Noruega fez doações de mais de US$ 1 bilhão, algo equivalente a R$ 3,3 bilhões, e o Fundo Amazônia é administrado pelo BNDES. Porém, desta vez o STF impediu que a CPI fizesse a quebra de sigilo bancário das ONGs investigadas, o que levanta ainda mais suspeitas.

“Apenas um dos projetos financiados pelo Fundo Amazônia rendeu à ONG ISA (Instituto Socioambiental), por exemplo, R$ 11,7 milhões. Um projeto para “apoiar o fortalecimento das cadeias de valor da sociobiodiversidade”, seja lá o que signifique, rendeu R$8,02 milhões”, diz Cláudio Humberto.

 

Anúncios

Deixe uma resposta