Até Jacques Wagner tem fugido de Dilma

Segundo a Coluna do Estadão, até mesmo o fiel escudeiro de Dilma, Jacques Wagner, tenta se descolar do processo de impeachment.

Ultimamente, quando alguém o chama num canto para falar do assunto “impeachment”, costuma sair assoviando e olhando para o alto, como se não fosse com ele. O negócio é evitar se expor para defender a petista.

Interlocutores afirmam que o objetivo de Wagner é evitar o desgaste, como se isso fosse possível. Enquanto Dilma lia sua bizarra “Carta aos Senadores”, Wagner não ficou o tempo todo ao lado de Dilma como outros ex-ministros.

Anúncios

Deixe uma resposta