Apesar do lema Pátria Educadora, gestão Dilma fez aumentar o número de analfabetos

Um levantamento inédito realizado pelo Ministério da Educação mostra desde 2013 o Brasil enfrenta um alarmante aumento no índice de analfabetismo entre jovens de 15 a 29 anos em seis Estados brasileiros. Foi o primeiro registro dessa natureza em décadas. Os números mostram que apesar de ter adotado o slogan “Pátria Educadora”, a educação foi um dos maiores fracassos do governo Dilma Rousseff.

Apesar de se tratar de uma das áreas primordiais para qualquer país, a negligencia com a Educação se tornou um dos maiores desastres do governo Dilma. Além dos cortes bilionários no setor anunciados por Dilma, e sucessivas falhas no programa de financiamento estudantil, Dilma conseguiu ressuscitar o analfabetismo, que vinha sendo combatido desde o fim dos governos militares.

Para a secretária-executiva do MEC, Maria Helena Guimarães, os brasileiros que fazem parte dessas estatísticas são representantes de uma “geração perdida”. Para reverter esse quadro, os especialistas do MEC passaram as últimas semanas concentrados na elaboração de um programa voltado para a alfabetização. O projeto conta com a colaboração do senador Cristovam Buarque (PPS), ex-ministro da Educação de Lula e ex-reitor da Universidade de Brasília (UnB).m Segundo o ministro Mendonça Filho (DEM-PE), essa questão se tornou prioridade de sua gestão.

Segundo Maria Helena Guimarães, a tendência de aumento é clara. “Isso é muito grave. Significa que uma jovem de 15 anos não sabe ler e escrever, embora tenha nascido no ano 2000, quando a escola estava praticamente universalizada”, afirmou. “É muito triste, é uma geração completamente perdida. Sem contar nos jovens desempregados, sem ensino fundamental completo e analfabetos funcionais”.

Os números são os seguintes

Analfabetismo em crescimento
Seis Estados brasileiros registraram aumento no número de analfabetos entre 2013 e 2014

Acre
Aumento de 29%,
de 6.272 para 8.064

Bahia
Aumento de 5%,
de 95.191 para 99.775

Distrito Federal
Aumento de 25%,
de 53.468 para 57.190

de 2.692 analfabetos para 3.355

São Paulo
Aumento de 7%,
de 53.468 para 57.190

Mato Grosso do Sul
Aumento de 39%,
de 5.742 para 8.006

Piauí,
Aumento de 4%,
de 28.494 para 29.710

Anúncios

Deixe uma resposta