Aeronáutica cassa as medalhas de Dirceu e Genoino

A Aeronáutica atendeu a um pedido feito pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, excluindo os ex-deputados petistas José Dirceu e José Genoíno do Corpo de Graduados Especiais da Ordem do Mérito Aeronáutico. A exclusão retira o grau de Grande-Oficial de Dirceu e de Comendador de Genoino.

De acordo com a assessoria da Força Aérea Brasileira (FAB), a retirada das medalhas concedidas a condenados pela Justiça é prevista no regulamento da Ordem do Mérito Aeronáutico. São excluídos aqueles que tiverem “os direitos políticos perdidos ou suspensos” e/ou “tenham sido condenados pela Justiça brasileira em qualquer foro, por crime contra a integridade e a soberania nacionais, ou atentado contra o erário, instituições e a sociedade”.

Em julho, Genoíno e Dirceu já haviam sido excluídos da Ordem do Mérito Naval. Outros políticos que tiveram suas condecorações cassadas pela Marinha foram João Paulo Cunha, Roberto Jefferson e Valdemar Costa Neto, também condenados no Mensalão. O envolvimento com o Mensalão também motivou a cassação da Medalha do Pacificados para Genoíno, Jefferson e Valdemar Costa Neto. A medalha é mais alta condecoração concedida pelo Exército.

Anúncios

Um comentário sobre “Aeronáutica cassa as medalhas de Dirceu e Genoino

Deixe uma resposta