Delatado, Dias Toffoli pode ter que abandonar STF

A delação de Leo Pinheiro, ex-presidente da OAS, pode servir para colocar Lula na cadeia e também para dar um fim a carreira jurídica do ministro do STF, Dias Toffoli, ex-advogado do PT. É a primeira vez que uma delação menciona o nome de alguém da Suprema Corte.

Toffoli já é conhecido por decisões que beneficiam o partido, como a recente soltura de Paulo Barnardo, ex-ministro de Lula e Dilma que havia sido preso pela Operação Custo Brasil, em junho. A acusação, agora, é a de que o ministro tem envolvimento com a OAS e que teria recebido propina, resta saber para o quê.

A delação, ainda não homologada, também promete trazer informações sobre outros partidos e até mesmo senadores em exercício, como o tucano Aécio Neves.

Anúncios

3 comentários sobre “Delatado, Dias Toffoli pode ter que abandonar STF

  1. A! !! questão é a seguinte se gritar pega ladrão não ficar um meu irmão. STJ. . stf. .. tem um corrupto no supremo tribunal de justiça a onde nós vamos pára. .? é um caso de polícia de Marte vamos chamar o grupo de ets pra ver se resolve o problema do Brasil colônia

  2. E o aparelhamento dos TRT para servirem ao empresariado, como por exemplo a indicação do Advogado Mário Sérgio Medeiros Pinheiro e depois a de sua ex estagiária Sayonara Grilo!!! Qq dúvida leiam o discurso de posse deste desembargador disponível no site do TRT RJ, praticamente uma ODE à Luis Ladrão Inácio Lula da Silva!!!

Deixe uma resposta