Haddad esconde Lula,Dilma e PT de propaganda e irrita petistas

A campanha de Fernando Haddad enfrenta sérias dificuldades. A maior de todas é o peso negativo do Partido dos Trabalhadores, que não tem mais credibilidade entre o eleitorado geral. Para contornar esse obstáculo, o prefeito Fernando Haddad optou por não citar nem o ex-presidente Lula e nem a presidente afastada Dilma Rousseff em seu jingle de campanha à reeleição. Haddad omitiu até mesmo o partido.

A estratégia de disfarçar a identidade visual já havia sido adotada por petistas em 2012 e 2014, quando o país começava a sentir os efeitos da crise econômica provocada pelas escolhas econômicas de Dilma Rousseff. No entanto, Haddad inova ao “esconder” seus mentores em um ano crítico para o partido, que é o ano de impeachment da presidente Dilma e da possível prisão de Lula.

A estratégia irritou parte dos petistas, que estão considerando a simulação de Haddad como um ato de traição. Alguns avaliam que se não fosse o empenho pessoal de Lula, Haddad jamais teria sido eleito prefeito de São Paulo. No entanto, Haddad não é o único a esconder Dilma dos palanques e peças publicitárias: isso deverá ser norma dentro do partido após a presidente afastada admitir que o partido utilizou de esquemas criminosos.

 

Anúncios

3 comentários sobre “Haddad esconde Lula,Dilma e PT de propaganda e irrita petistas

Deixe uma resposta