Custo da destruição intencional da economia causada por Dilma: R$ 1,6 trilhão

Graças aos governos de Dilma e Lula, o Brasil atingiu um patamar novo nos últimos anos: 8 trimestres seguidos de recessão, algo que nunca tinha ocorrido desde que o Brasil é uma economia independente. O PIB brasileiro teve queda de 3,8% no ano passado, pior número desde 1990. No geral, foi tanto retrocesso que não é possível avaliar precisamente o quanto isso prejudicou o país. A palavra “depressão” voltou a fazer parte do glossário econômico.

Dizer que Dilma Rousseff fez tudo isso intencionalmente não é exagero. De fato, a crise foi prevista por dezenas de especialistas, muita gente avisou o governo que isso aconteceria. Até mesmo o ex-ministro Guido Mantega ou o outro ex-ministro, Joaquim Levy, ambos do governo Dilma, sabiam que isso aconteceria. Fato é que o PT não se importou em seguir as regras básicas da economia, pois preferia naquela época trabalhar em prol do próprio partido.

O legado de Dilma Rousseff será uma mancha na história de milhões de brasileiros.

 

 

Anúncios

Um comentário sobre “Custo da destruição intencional da economia causada por Dilma: R$ 1,6 trilhão

Deixe uma resposta