Petistas estão atacando Lei antiterrorismo sancionada por Dilma

Agora que passou para a oposição, o Partido dos Trabalhadores resolveu se colocar contra o legado de Dilma Rousseff. A última investida dos parlamentares do partido foi contestar a lei antiterrorismo sancionada por Dilma Rousseff, que só passou pela chancela da esquerda após várias alterações.

O motivo por trás da mudança de posicionamento foi a prisão do líder sem-terra José Valdir Misnerovicz, em 31 de maio. A prisão foi feita com base na Lei Antiterrorismo sancionada por Dilma.

O senador Paulo Paim saiu em defesa do “sem-terra”, afirmando que se trata de uma tentativa de “criminalizar os movimentos sociais”. Já o deputado federal Paulo Pimenta tentou estabelecer um paralelo com a regra olímpica que impede manifestações políticas durante os Jogos. Para o deputado gaúcho, isso é uma “ameaça a democracia”.

Os petistas também haviam reclamado quando a lei que impede manifestações políticas durante as Olimpíadas começou a ser utilizada contra os manifestantes contrário ao governo do presidente interino Michel Temer. Alguns jornalistas em Brasília chegaram a dizer que era uma tentativa da presidente afastada evitar protestos pedindo sua saída durante a realização dos jogos, mas o impeachment acabou afastando Dilma da presidência antes do início das Olimpíadas.

Anúncios

Um comentário sobre “Petistas estão atacando Lei antiterrorismo sancionada por Dilma

Deixe uma resposta