Mais um jornalista petista ridiculariza proposta de novas eleições feita por Dilma

A carta de Dilma Rousseff prometendo convocar novas eleições não caiu bem entre os petistas. Depois de ser malhada por Kennedy Alencar, Dilma foi duramente criticada por Ricardo Kotscho. Para o jornalista que é histórico militante lulopetista, Dilma está completamente fora da realidade.

No artigo, Kotscho argumenta porque a proposta não pode ser levada a sério:

“Em que mundo Dilma vive? A proposta apresentada na carta da presidente afastada, que não foi aceita nem pelo PT e os movimentos sociais que a vinham apoiando, é absolutamente inviável por várias razões:

* Teriam que renunciar ao cargo de presidente não só Dilma, mas também o vice da sua chapa e atual interino, Michel Temer, que nem pensa nisso.

* O Congresso Nacional teria que aprovar uma emenda constitucional em dois turnos, na Câmara e no Senado, por maioria de três quintos.

* O STF poderia ser questionado a discutir a constitucionalidade da emenda.

Quanto tempo levaria isso?, lembrando que, depois de dezembro, em  caso de vacância do cargo, segundo a Constituição, terá que ser feita uma eleição indireta do novo presidente pelo Congresso Nacional.”

Se a proposta de Dilma não é aceita nem entre os petistas, é provável que Dilma possa até perder votos na última votação do processo de impeachment. É mais um duro golpe na presidente que já é considerada a pior da história brasileira, superando de longe o presidente Fernando Collor em rejeição.

 

Anúncios

Deixe uma resposta