PT tem terceiro tesoureiro preso. Já pode pedir música no Fantástico

Um entre 14 denunciados na Operação Abismo, 31ª fase da Lava-Jato, Paulo Ferreira é o terceiro tesoureiro do PT a ocupar o banco dos réus, de acordo com decisão do juiz Sérgio Moro. Ferreira era tesoureiro do partido antes de Vaccari, que também foi preso no ano passado.

O petista também é alvo de outra operação, a Custo Brasil, deflagrada em junho. Ele está preso por suspeita no esquema Consist, no qual também são alvos o ex-ministro Paulo Bernardo e a senadora Gleisi Hoffmann, todos do PT.

Paulo Ferreira já é réu na Custo Brasil. Agora é réu na Lava Jato. Com isso, já chegam a três os ex-tesoureiros petistas que respondem a ações penais em Curitiba, sede da Lava Jato. João Vaccari Neto e Delúbio Soares também são réus perante o juiz Sérgio Moro e respondem por crimes como lavagem de dinheiro e formação de organização criminosa.

Anúncios

Deixe uma resposta