Delação de Eduardo Cunha teria sido recusada. Não há fatos novos

Na última segunda-feira, a notícia de que a delação de Eduardo Cunha foi recusada caiu como uma bomba. Sua delação, até ontem, era uma das mais esperadas, pois se acreditava que ele saberia de informações muito mais nocivas a respeito de atividades internas do Congresso e até da presidência de Dilma, a qual ajudou muito.

Ledo engano. Parece que o último trunfo de Cunha falhou. Segundo o Ministério Público Federal e a Polícia Federal, não há interesse na delação do deputado, pelo simples fato de que aparentemente ele não tem nada de novo a apresentar, nada que a força-tarefa já não saiba.

Agora é questão de tempo. Cunha terá que lutar contra a sua cassação para que possa manter o foro privilegiado, do contrário cairá nas mãos da justiça comum e isso aumentará suas chances de ser preso.

Anúncios

Deixe uma resposta