Fidel é “um dos maiores assassinos do século”, lembra Reinaldo Azevedo

A atitude de vários órgãos de mídia em relação ao genocida tirano Fidel Castro tem sido vergonhosa e afrontosa à civilização.

Em vários grandes jornais alguns jornalistas de extrema-esquerda decidiram homenagear o ditador na comemoração de seus 90 anos.

Geralmente os discursos se amparavam em técnicas de desengajamento moral, conforme teorizado por Albert Bandura, técnica de rotulação eufemística (entre outras armações retóricas) utilizada para justificar barbáries.

Pelo menos algumas vozes se levantaram contra este absurdo, como Reinaldo Azevedo:

Anúncios

4 comentários sobre “Fidel é “um dos maiores assassinos do século”, lembra Reinaldo Azevedo

Deixe uma resposta