2017 será ainda “pior” para investigados na Lava Jato, dizem criminalistas

Conforme a Coluna do Estadão, criminalistas com clientes na Lava Jato não têm dúvidas de que 2017 será pior do que 2016 para os investigados.

Explica-se: no ano que vem serão deflagradas operações saídas das delações da OAS e Odebrecht, ambas com alto potencial de arrepiar os cabelos de muitos políticos.

As empreiteiras são conhecidas por suas estreitas relações com o projeto totalitário do PT, especialmente a última, que chegou a construir um porto na ilha de Cuba, a partir de um financiamento até hoje muito mal explicado por Dilma.

Anúncios

Deixe uma resposta