Demora no fechamento do acordo de delação de Odebrecht é tragédia para o PT

Muitos brasileiros estão incomodados com a demora no fechamento do acordo de delação da empreiteira Odebrecht, bem como para a prisão de Lula. No entanto, são os petistas que possuem motivos para preocupação.

Tudo indica que Sérgio Moro está aguardando a saída definitiva de Dilma do poder para, então, tratar da prisão de Lula. A lógica que explica esta decisão é que com Dilma no poder, a máquina estatal seria utilizada para garantir a impunidade do ex-presidente. Alguns lembram que Dilma já está afastada. Enquanto isso é verdade, ainda existe uma militância esperançosa de seu retorno, o que se converte em ativo de pressão política. Com Dilma definitivamente afastada, a militância perde sua meta principal e não terá sequer com o que negociar em mãos.

Em relação à delação de Odebrecht, é dito que a empreiteira sempre teve um plano de destruição da economia do Brasil, em parceria com o PT. O objetivo seria transformar o país em uma ditadura nos padrões venezuelanos, em clima de terra devastada, para garantir todo o espaço possível para a empreiteira, no já famoso esquema bolivariano de capitalismo de compadres. Com a saída definitiva de Dilma, esta expectativa se esvai e finalmente Marcelo Odebrecht e sua turma deverão deletar os petistas. Só o farão após não possuírem mais expectativa alguma de Dilma retornar.

Em resumo, o adiamento da delação de Odebrecht para novembro é uma péssima notícia para os petistas, pois nessa ocasião o partido já não terá mais ativos em mãos para estabelecer negociações com a empreiteira.

Anúncios

Um comentário sobre “Demora no fechamento do acordo de delação de Odebrecht é tragédia para o PT

Deixe uma resposta