Morte de agente da Força Nacional no Rio faz Temer decretar luto oficial

Hélio Andrade, agente da Força Nacional que estava de serviço no Rio de Janeiro em virtude das Olimpíadas, morreu na noite desta quinta-feira, 11. Na quarta, ele havia sido baleado durante um ataque a um carro do grupo no Complexo da Maré, zona norte do Rio.

O Governo Federal decretou luto oficial.

“É declarado luto oficial em todo país, pelo período de um dia, contado a partir da data de edição deste decreto, em sinal de pesar pelo falecimento do soldado Hélio Vieira Andrade, da Polícia Militar do Estado de Roraima, que, não hesitando em cumprir o seu dever, foi vitimado em atuação efetiva durante operação da Força Nacional de Segurança Pública nos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos Rio 2016”, diz o texto do Diário Oficial.

O ataque, segundo informações, parece ter sido feito por traficantes da região, que dispararam contra o carro depois que três agentes da corporação entraram na favela por engano. Hélio, que estava no carro, foi atingido na cabeça e perdeu muita massa encefálica. Apesar de ter sido operado por quatro neurocirurgiões no Hospital Salgado Filho, ele não resistiu ao ferimento. O soldado era membro da Polícia Militar de Roraima.

 

Anúncios

Deixe uma resposta