Farsa do sítio de Atibaia é desmontada em novo laudo

Conforme aponta o Antagonista, um novo laudo elaborado por peritos da Polícia Federal desmonta de forma definitiva a fraude montada por Lula para ocultar a propriedade do sítio de Atibaia.

Os peritos realizaram uma análise detalhada de cada um dos lotes que compõem o sítio Santa Bárbara: um dos terrenos foi registrado em nome de Jonas Suassuna por R$ 1 milhão e, o outro, em nome de Fernando Bittar por R$ 500 mil.

Em conjunto, totalizam o valor de R$ 1,5 milhão, o que, segundo os peritos, está de acordo com o mercado imobiliário da região. Mas o diacho é que, individualmente, o lote de Suassuna vale muito menos e o de Bittar custaria muito mais. Isto é, os valores foram “invertidos”.

Os peritos afirmam: “As estimativas periciais demonstram que parte do sítio em nome de Fernando Bittar foi registrada por um valor cerca de R$ 655.000,00 (seiscentos cinqüenta cinco mil reais) abaixo da avaliação de mercado. Por sua vez, parte correspondente em nome de Jonas Leite Suassuna Filho foi registrada por um valor cerca de R$ 655.000,000 (seiscentos cinqüenta cinco mil reais) acima da avaliação de mercado.”

Óbvio está que, quando escriturou ambos os lotes, Roberto Teixeira, o advogado de Lula, se confundiu, atribuindo valores invertidos às propriedades. Jonas e Bittar serviram como meros laranjas da operação. Não tinham a menor noção do que estavam comprando.

Anúncios

2 comentários sobre “Farsa do sítio de Atibaia é desmontada em novo laudo

  1. GENTALHA PERIFÉRICA DE MERDA…GENT – DE -LA -BAS…LA RACAILLE BRÈSILIENNE…PAREDON, LEMBRANDO SEU VELHO FALSO IDOLO…NUNCA SOUBERAM O NOME COMPLETO DE CASTRO…

Deixe uma resposta