Ricardo Noblat diz que narrativa mentirosa do PT colocou Dilma em sinuca de bico

O jornalista Ricardo Noblat comentou a série de trabalhadas protagonizadas por Dilma Rousseff e seus partidários na reta final do processo do impeachment. Para Noblat, o que atrapalhou Dilma foi justamente a narrativa mentirosa adotada pelo Partido dos Trabalhadores.

Em artigo recente publicado em seu blog, ele pergunta: “Cadê a carta aos senadores que Dilma divulgaria ontem em defesa da convocação de um plebiscito para antecipar ou não a próxima eleição presidencial?” E completa: “O gato comeu.”

O jornalista avalia que Dilma tem dificuldades de ação justamente porque se de fato houvesse um golpe, como diz o PT, não haveria nenhuma possibilidade dos 59 senadores golpistas que tornaram a presidente afastada ré no processo voltassem atrás. Quando se dá um golpe, não há nenhuma hipótese de oferecer saídas para que o golpeado negocie. Também não há como amolecer o coração de senadores enquanto os chama de golpistas.

Está lá em seu texto:

“Alertada por assessores, Dilma está em dúvida se na carta deve insistir com o discurso do golpe ou se deve simplesmente abandoná-lo de vez. Ou se deve se referir a golpe assim de leve, de passagem, como quem não quer nada. Com bastante atraso, assessores deram-se em conta de que falar em golpe a essa altura seria o mesmo que chamar os senadores de golpistas.”

Como já foi tratado aqui no Jornalivre, o PT investiu na tese do golpe para que pudesse manter a militância unida em torno do partido. Ocorre que agora no apagar das luzes, Dilma se desespera pois se deu conta de que ao sair da presidência, perderá o foro privilegiado. Ou seja: terá que enfrentar o juiz Sérgio Moro. Dilma não é vítima de golpe, é vítima da estratégia mentirosa do partido que depois do acolhimento do impeachment, preferiu abandona-la escolhendo uma estratégia que fatalmente arruinaria as chances da presidente se salvar. Conforme Noblat aponta, foi tudo feito de propósito.

Leia o artigo de Ricardo Noblat na íntegra clicando aqui.

Anúncios

Deixe uma resposta