PT tenta emplacar nova chicana contra o impeachment de Dilma, desta vez na OEA

Parlamentares do PT anunciaram que vão recorrer da decisão do impeachment na Comissão de Direitos Humanos da OEA (Organização dos Estados Americanos) para tentar paralisar o processo de impeachment de Dilma Rousseff. A petição será assinada pelos deputados petistas Paulo Teixeira, Paulo Pimenta e Wadih Damous. A intenção é convencer a corte de que o processo de impeachment é um golpe.

Para Paulo Pimenta, o processo é uma “violação de direitos”. “Foi identificada uma série de situações na Câmara, Senado e Supremo em desacordo com protocolos internacionais dos quais o Brasil é signatário. São violações graves”.

As chances da chicana prosperar são ínfimas, assim como o processo de apelação contra o juiz Sérgio Moro apresentado por Lula no Comitê de Direitos Humanos da ONU. A intenção do PT é apenas fazer discurso político. A OEA nada pode fazer para suspender o impeachment, e quando o princípio for avaliado irá rejeitar as apelações, uma vez que já reconheceu a legitimidade do governo de Michel Temer. Como o PT não tem argumentos jurídicos para refutar as diversas provas apresentadas pela Justiça, a saída encontrada é desqualificar o andamento político afirmando que é vítima de violação de direitos.

Anúncios

Deixe uma resposta