Dilma pode tentar asilo para se livrar de Moro

Segundo informações da jornalista Mônica Bergamo em sua coluna na Folha de São Paulo, a presidente afastada Dilma Rousseff pretende passar cerca de oito meses fora do Brasil logo após a confirmação da cassação de seu mandato.

Dilma planeja passar esse período entre países da América do Sul, como Chile e Uruguai, devido à proximidade destes países com Porto Alegre.  A justificativa petista é de que aqui no Brasil a futura ex-presidente corre o risco de ser hostilizada nas ruas.

Internamente, Dilma também quer se afastar do PT, já que a relação ficou meio azedada após a presidente colocar a culpa no partido pelo uso de dinheiro roubado da Petrobras em suas campanhas. O partido teria ordenado que Dilma se exilasse temporariamente afim de preservar o partido nas eleições

Fontes comentam em Brasília que a ida ao exterior também pode ser um pretexto para pedir asilo em algum país governado por governos bolivarianos, já que Dilma irá perder o foro privilegiado quando deixar a presidência. Quando isso acontecer, Dilma terá que enfrentar a justiça por causa de seu envolvimento nos esquemas criminosos descobertos pela Operação Lava Jato. Quando isso acontecer, as acusações contra Dilma sairão do Supremo Tribunal Federal e irão para as mãos do juiz Sérgio Moro. Assim como o presidente Lula, Dilma também pretende recorrer as instancias internacionais para ter algo que justifique o asilo político.

Anúncios

3 comentários sobre “Dilma pode tentar asilo para se livrar de Moro

Deixe uma resposta