Miguel Reale Jr. expõe autoritarismo absurdo de Dilma

Conforme mostra o Antagonista, Miguel Reale Júnior – um dos que assinam o pedido de impeachment – não ficou nem um pouco surpreso após saber que Dilma Rousseff estabeleceu como condição para ir ao Senado o impedimento de perguntas por parte dos senadores ou da acusação.

“É típico da acusada, uma atitude autoritária. É como se ela fosse e dissesse: ‘Não quero ser interrogada. Vim aqui e me escutem’.”

O autoritarismo é uma marca dos principais regimes bolivarianos, especialmente aqueles da Venezuela, Bolívia e Equador. Cristina Kirchner, na Argentina, também era conhecida pelos arroubos autoritários.

Surpreende que Dilma esteja agindo de modo tirânico mesmo enquanto está afastada.

Anúncios

3 comentários sobre “Miguel Reale Jr. expõe autoritarismo absurdo de Dilma

  1. Errou, tem que responder  , ou pelo ouvir, o que o POVO através do SENADO e OPOSIÇÃO tem a dizer e querer saber.

  2. Não tem coragem de enfrentar as perguntas, acovardou-se pois tem consciência de sua indigência mental. O que vai fazer é LER o discurso que José Eduardo Cardozo preparou para ela.

Deixe uma resposta