Empresa de Lula recebeu R$ 10 mi de empreiteiras que roubaram Petrobrás

Conforme aponta o Diário do Poder, enquanto roubavam a Petrobras, por meio de concorrências fraudulentas e superfaturamento, as empreiteiras Camargo Correa, Odebrecht, Queiroz Galvão, OAS, UTC e Andrade Gutierrez fizeram depósitos regulares nas contas da empresa pessoal do ex-presidente Lula, a LILS Palestras, Eventos e Publicações, entre os anos de 2011 e 2014. Somente nesse período, mais de R$10 milhões caíram na conta da empresa.

A informação consta no documento enviado à Justiça Federal esta semana para defender a competência do juiz federal Sergio Moro para julgar o petista. O ex-presidente vem fazendo das tripas coração para escapar do alcance do juiz titular da Vara Federal de Curitiba. Nesse intuito, lança a narrativa na qual diz haver “razões pessoais” para Moro investigá-lo, o que não tem o menor cabimento.

Lula é sócio majoritário da LILS, controlando 98% das ações. Os procuradores afirmam: “não há como desassociar o fato de que os cinco maiores repassadores de dinheiro à LILS Palestras, Eventos e Publicações foram empreiteiras integrantes do cartel que fraudou, de forma bilionária, licitações em desfavor da Petrobras”.

O MP entende que Moro deve julgar Lula, pois os crimes investigados relacionados a ele são de competência da esfera Federal, como lavagem de dinheiro contra a Petrobras, que é uma estatal. “A conexão dos fatos apurados com a Lava Jato [se dá] uma vez que presentes vários personagens em comum, como diversas das empreiteiras participantes do cartel e dois dos intermediários do pagamento de propina ao Partido dos Trabalhadores”.

Anúncios

2 comentários sobre “Empresa de Lula recebeu R$ 10 mi de empreiteiras que roubaram Petrobrás

  1. Ajude a PF, MP, STF, PGR então… Entregue as provas!
    Estão esperando apenas isso para prendê-lo.
    Apresente as mesmas para que prendam logo esse cara…

Deixe uma resposta