Segundo petistas, Dilma pode ter menos de 22 votos

Longe do falso otimismo demonstrado por Dilma Rousseff, os petistas cada vez mais descontentes com a presidente afastada projetam um cenário desolador para a petista: segundo petistas ouvidos pela Folha de São Paulo, a presidente deve perder por menos de 22 votos.

Na prática, isso significa que a presidente será abandonada por senadores aliados. Isso se deve principalmente ao fato de que Dilma passou a responsabilizar o próprio partido por crimes para se livrar de sua parcela de responsabilidade. Isso começou após a confissão de caixa dois e dinheiro de propina feita pelo casal de marqueteiros Mônica Moura e João Santana. A partir dali, Dilma se viu acuada e passou a jogar toda a responsabilidade para o partido.

Isso irritou os aliados, já que contradiz a versão de que Sérgio Moro seria um golpista trabalhando para o PSDB, PMDB e DEM. Apesar da Operação Lava Jato atingir figuras de vários partidos, a principal aposta do petismo foi caracterizar a investigação como seletiva. Dilma acabou atrapalhando a narrativa, então deverá pagar com a perda de apoio no dia da votação final do impeachment. Como declarou um dos petistas ouvidos pelo jornal, “O risco é repetir Alckmin, que perdeu votos do primeiro para o segundo turno em 2006”.

Anúncios

Deixe uma resposta