Dilma entra em paranóia e enxerga golpistas em todas as instituições

A aproximação do julgamento final do impeachment está transtornando a presidente afastada Dilma Rousseff em uma escala jamais vista. Delírios persecutórios e teorias da conspiração tem dado o tom dos discursos da petista.

Conforme lembra o jornalista Josias de Souza, em uma entrevista do jornal espanhol El Mundo, Dilma repetiu a tese segundo a qual o impeachment “é um golpe”. Mas agora ela não se contentou a repetir a narrativa bate-estaca.

Fazendo referência ao Judiciário, ao Legislativo e às Forças Armadas, disse: “Eu não acho que nenhuma instituição participou do golpe enquanto instituição. Acho que integrantes de todas as instituições, de uma forma ou de outra, tiveram presença no golpe.”

Em suma, ela viu golpistas em todas as instituições, mas não disse nomes. Ela não deixou claro se os golpistas em todas essas instituições eram pessoas, espíritos ou entidades alienígenas. Há quem diga que ela irá apelar a novas teorias estrambólicas nos próximos dias.

Anúncios

3 comentários sobre “Dilma entra em paranóia e enxerga golpistas em todas as instituições

  1. Quem não exergou a dona Dilma já paranóia antes mesmo que ela passasse pelo impeachment nos discursos ela já vinha falando asneira ,muita abobrinha para uma presidente da república é cúmulo

Deixe uma resposta