“Seria um retrocesso”, avalia Serra, sobre risco de a Venezuela assumir Mercosul

José Serra está dedicado a impedir que o ditador Nicolas Maduro assuma o controle do Mercosul. Essa semana, o Ministro enviou um documento a entidade mostrando a posição contrária do governo brasileiro, com apoio de Horacio Cartes, do Paraguai, e Maurício Macri, da Argentina.

“Seria um fator de retrocesso (…) A Venezuela entrou em uma espécie de golpe forçado no Mercosul. Colocaram a Venezuela sem que ela cumprisse com os requisitos mínimos, coisas que deveria obedecer. Do jeito que está, o governo venezuelano não consegue governar a Venezuela, imagine o Mercosul”, disse Serra à Jovem Pan.

Inicialmente favorável a passar a presidência do bloco para a Venezuela, o governo uruguaio tem mostrado mudança nessa posição. No momento, o Uruguai está em cima do muro, pois quer passar adiante mas alega não concordar com a situação da Venezuela. A solução proposta por Macri, agora, é que seja composta uma nova comissão.

Anúncios

Um comentário sobre ““Seria um retrocesso”, avalia Serra, sobre risco de a Venezuela assumir Mercosul

  1. O ilustre ministro José Serra sempregfoi um político honrado e de caráter ilibado, o melhor ministro da saúde que há tivemos, se tivesse chegado à Presidência da República Brasileira provavelmente hoje seríamos uma potência nível mundial, sem nenhuma dúvida está corretíssimo também nessa situação, Nicolas Maduro não consegue se quer governar a Venezuela… Já passou da hora de depor esse motorista de ônibus, José Serra para Presidente em 2018.

Deixe uma resposta