Mais um opositor de Maduro é vítima de atentado na Venezuela

A Venezuela registra mais um atentado político praticado contra opositores do governo bolivariano. Desta vez a vítima foi o deputado federal Conrado Pérez, do partido de oposição Mesa de la Unidad Democrática (MUD). Ele sofreu um atentado na cidade de Valera, no estado de Trujillo, onde participava de uma ação de rua em apoio ao referendo que pretende revogar o mandato do ditador Nicolás Maduro.

Testemunhas relatam que dois homens em uma moto lançaram coquetéis molotov contra o carro do deputado, que se incendiou após o ataque. Membros da Polícia Nacional Bolivariana e da Guarda Nacional que estavam no local presenciaram o crime e não tomaram qualquer providência.

 O deputado culpou as milícias armadas bolivarianas pelo atentado. “Queimaram meu veículo acreditando que irei abandonar a luta, mas só me deram mais força. Inicialmente fiquei muito triste, mas seguirei em frente porque sei que este será o ano da mudança e devemos seguir trabalhando para que ela aconteça.”

A oposição venezuelana tem registrado vários casos de ataques promovidos por forças ligadas ao regime socialista. No começo do ano a vítima foi Lilian Tintori, que sofreu um ataque na cidade de Guárico, durante um comício durante a campanha eleitoral para a Assembleia Nacional. O grupo foi alvo de uma rajada de tiros que matou o opositor Luís Manuel Diaz. Segundo Lilian, que é esposa do líder opositor Leopoldo López, o regime de Nicolás Maduro pratica terrorismo de Estado. O regime bolivariano é apoiado no Brasil por PT, PCdoB e PSOL, além de alguns parlamentares do PDT e REDE.

Anúncios

Deixe uma resposta