Multinacionais sentem que crise está diminuindo

Depois de pelo menos um ano e meio de queda, reclamações diárias e desespero, a economia brasileira começa a dar novos brotos de esperança e de otimismo. Um levantamento feito a partir de analistas de pelo menos cem multinacionais que operam dentro do país mostra comentários positivos dos executivos em pelo menos 52% dos casos. No ano passado, essa mesma pesquisa apontava um número muito menor – 22% somente.

Nos últimos dois meses não só as expectativas melhoraram, mas também alguns resultados começaram a surgir, parte dos benefícios que vieram com um câmbio mais estável e previsível. Companhias como Apple, Shell e Coca-Cola, grandes empregadoras, têm passado relatórios mais positivos e apostam numa retomada para os próximos meses.

“Ainda muito longe, como uma luz no fim do túnel, temos sinais de que a produção industrial pode melhorar. É a primeira vez em muito tempo que temos essa indicação no Brasil”, diz Michael Barry, presidente da indústria química Quaker Chemical.

Uma pesquisa feita no mês passado pelo Instituto Datafolha também mostra que a população, de maneira geral, parece estar mais otimista com o país.

Anúncios

Um comentário sobre “Multinacionais sentem que crise está diminuindo

Deixe uma resposta