Esquema de Lula no BNDES o leva para o centro da Lava Jato, diz ISTOÉ

Agora que já é réu na Lava-Jato por obstrução da Justiça, Lula provavelmente se tornará alvo central da operação nas próximas semanas. Segundo a Istoé, uma equipe da força-tarefa dará prioridade para as apurações envolvendo financiamentos feitos pelo BNDES aos empreiteiros já envolvidos com o Petrolão.

Em primeiro momento, casos de obras no exterior serão analisados, já que estes têm seus contratos tratados como “segredo de Estado”, o que só aumentou ainda mais as suspeitas. Alguns depoimentos que já foram dados por executivos de várias construtoras revelam que uma boa parte dos financiamentos foi obtida ilegalmente, através de pagamento de propinas, que seriam parte do tráfico de influência de Lula no exterior.

Lula sempre teve uma relação muito íntima com certos governos estrangeiros, em geral ditaduras como Cuba e Venezuela. Nos governos dele e de sua sucessora Dilma Rousseeff, muitas obras foram realizadas nestes países com dinheiro público brasileiros através desses financiamentos. Até o porto de Mariel, em Cuba, que sempre foi uma ideia muito mal recebida pela população brasileira, foi feito pela Odebrecht, empreiteira que está no centro de toda a investigação.

Apesar de parecer que isso nunca terá fim, os investigadores e juízes envolvidos na força-tarefa consideram que a melhor coisa que pode acontecer é juntarem um imenso número de provas, de modo que o ex-presidente não consiga escapar da lei.

Advertisements
Anúncios

2 comentários sobre “Esquema de Lula no BNDES o leva para o centro da Lava Jato, diz ISTOÉ

  1. A Justiça deve agir rápido e precaver-se para evitar fuga de LULA eseus muitos outros comparsas incluindo a presidentA Dilma

Deixe uma resposta