Corrida contra o relógio: Lula tem 20 dias para se defender

Ricardo Leite, o juiz que abriu a ação criminal contra o ex-presidente Lula na última quinta-feira, 28, além do ex-senador Delcício Amaral e outros cinco acusados pelo MPF deu à defesa do petista e todos os demais um prazo apertado: 20 dias, que passam a valer assim que os advogados forem notificados, para que possam responder às acusações.

Em verdade, o prazo normal seria de apenas 10 dias, mas o juiz resolveu dobrar o tempo para a defesa pelo fato de serem vários acusados – são 7 ao todo. Após a defesa, será a vez do MPF, novamente, se manifestar e encaminhar o caso novamente ao juiz que decidirá o caminho do processo.

A principal acusação contra Lula, neste processo em específico, é tentativa de obstrução da Justiça. O ex-presidente, junto com os demais acusados, é suspeito de ter participado de uma trama para comprar o silêncio de Nestor Cerveró, no ano passado, evitando que ele viesse a fazer acordo de delação premiada. O caso veio a tona com a divulgação de uma conversa entre Delcídio e outros envolvidos no caso, na qual Lula é citado nominalmente várias vezes.

A delação feita por Delcídio também coloca o ex-presidente em xeque, pois o ex-senador declarou que fez toda a negociação a mando do próprio Lula.

Advertisements
Anúncios

Um comentário sobre “Corrida contra o relógio: Lula tem 20 dias para se defender

Deixe uma resposta